7 comentários:
De Anónimo a 27 de Outubro de 2005 às 00:02
Maluuuuuu... Maluuuuuuuu......... Onde andas gaja?!?!? Saudadinhas!!Dks
(http://cgaja.blogspot.com/)
(mailto:dks@sapo.pt)
De Anónimo a 22 de Outubro de 2005 às 20:12
Rôda-se, mas quanto tempo demoraste a chegar a casa, afinal??? ehe, ehe, ehe...Castor
(http://diquedocastor.blogs.sapo.pt)
(mailto:diquedocastor@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Outubro de 2005 às 22:00
Este é um dos meus passatempos favoritos!Traduzir as músicas para português e cantá-las muito alto para irritar toda a gente,por exemplo:COMO UMA VIRGEM UUUHHHHHH TOCADA PELA PRIMEIRA VEZ!!!!!!ou então lembrar-me daquela versão brasileira do Still Loving You(isto,acredites ou não,existe mesmo,eu ouvi!!!) AINDA TCHI AMOOOOOOOOOO(e quase que me vomitava toda....)pekala
</a>
(mailto:pekala@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Outubro de 2005 às 20:58
Poxa, deixei um coment sobre esse post, mas foi no canto errado...veja la no post anterior...lol. :]Luanda
(http://minaluanda.fotoblog.uol.com.br)
(mailto:lualu87@gmail.com)
De Anónimo a 14 de Outubro de 2005 às 17:33
Eu comecei a aprender inglês desde muito jovem e formei-me na língua inglesa (tenho 3 diplomas) há muitos anos atrás. Quando falo inglês, não penso em português mas sim em inglês. Esta introdução serve para tentar fundamentar a minha opinião sobre o assunto das letras em inglês e das respectivas traduções para português. A língua inglesa é gramaticalmente pobre. Por outras palavras a gramática inglesa é extremamente simples, intuitiva e directa. Em oposição, a gramática portuguesa é extremamente complexa, nada intuitiva (tem um miríade de regras e de excepções a essas regras) e demasiado elaborada. Como resultado, frases aparentemente simples e sóbrias no inglês podem, quando contextualizadas (a contextualização na língua inglesa é fundamental), traduzir pensamentos ou sentimentos profundos ao passo que quando traduzidas à letra para português (um péssimo método de tradução, diga-se em abono da verdade) perdem toda a mensagem. Aquilo que em português soa péssimo, em inglês soa lindamente (aos ouvidos de quem sabe bem interpretar o inglês). Não me venham cá falar do João Pedro Pais... basta lerem qualquer letra de Djavam para perceberem que é possível escrever coisas bonitas e com sentido em português. Ou se quiserem, letras do Carlos Tê, para dar um exemplo nacional. ;) Agora o João Pedro Pais... rsssJesusRocks
(http://jesusrocks.blogs.sapo.pt)
(mailto:jesusrocks@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Outubro de 2005 às 17:02
Acredita!! ha certas musicas(grandes hits até) que se nos metermos bem a pensar nelas e a traduzir... sai assim uma coisa linda mesmo. loool Não sei porquê mas as musicas da Katie lembram-me sempre versos em postais de dia de são valentim, feitos por putos de 5º e 6º ano.. lolMarta
(http://estoriasminhas.blogspot.com)
(mailto:estoriasminhas@gmail.com)
De Anónimo a 11 de Outubro de 2005 às 21:38
Farto-me de insistir nesse assunto. Existem milhões de canções em inglês grandes hinos que toda a gente adora, cujas letras são assim... como dizer... completamente absurdas. E ainda há quem fale mal do João Pedro Pais... NÃO HÁ NINGUÉM COMO ELE!Andreia R.
(http://www.refugiosdefelicidade.blogspot.com)
(mailto:refugiosdefelicidade@sapo.pt)

digam coisas