.Outras Coisas & Loisas

.Arquivo de Coisas

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

Terça-feira, 18 de Maio de 2004

...

228124.gif


Caros amigos:


 


Benvindos... opssssssss, BEM-VINDOS!


Antes que surjam mais dúvidas da língua portuguesa, coloquei um link para um dicionário, aqui no Coisas & Loisas!


Consultem à vontade para que não se dêem mais calinadas destas!!


 


Obs: Ah! eu não vou, a menina de cima sim, mas eu não!!


 


 

Domingo, 16 de Maio de 2004

...

 


Vem ai uma nova fase da minha vida!


olhos.jpg


Estou prestes a entrar numa fase nova da minha vida e a ser confrontada com uma série de coisas que até agora não me tinham passado pela cabeça!


Estou feliz, mas também assustada....


Esta nova fase tem a ver claro com o mercado de trabalho, parece que há um lugarzinho para mim!


Por um lado estou satisfeita por não ter de pensar em ir para a caixa de um hipermercado qualquer, por outro expectante: trabalhar, salário, casa, namorado...


A minha cabeça anda a mil por hora, sinto que estou a pensar mais do que o que devia, mas eu sou assim e não há nada a fazer!


Tenho muita vontade de ter a minha vida, a minha casa, o meu canto e parece que isso se vai realizar a curto prazo.


Mas depois penso: chegará o ordenado para tudo isto? Renda, luz, àgua, gás, comida, cama, frigorifico, fogão, mesa, cadeira, colchão, lâmpadas, papel higiénico, tachos, frigideiras, cobertores...


Percebem!? É este o meu dilema, afinal como se faz!?


 



 


       


 

...

blog-titulo.gifConsideraçoes sobre estar sozinho e o amor do sec.XXI (interessante)


 


Sobre estar sozinho; e às vezes com tanta gente por perto ....


 Não é apenas o avanço tecnológico que marcou o início deste milénio. As relações afectivas também estão passando por profundas transformações e revolucionando o conceito de amor.


O que se busca hoje é uma relação compatível com os tempos modernos, na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer de estar junto e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar. A ideia de uma pessoa ser o remédio para nossa felicidade, que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste início de século.


O amor romântico parte da premissa de que somos uma fracção e precisamos encontrar nossa outra metade para nos sentirmos completos.


Muitas vezes ocorre até um processo de despersonalização que, historicamente, tem atingido mais a mulher. Ela abandona suas características, para se amalgamar ao projeto masculino.


A teoria da ligação entre opostos também vem dessa raiz: o outro tem de saber fazer o que eu não sei. Se sou manso, ele deve ser agressivo, e assim por diante. Uma idéia prática de sobrevivência, e pouco romântica, por sinal.


A palavra de ordem deste século é parceria. Estamos trocando o amor de necessidade, pelo amor de desejo. Eu gosto e desejo a companhia, mas não preciso, o que é muito diferente.


Com o avanço tecnológico, que exige mais tempo individual, as pessoas estão perdendo o pavor de ficar sozinhas, e aprendendo a conviver melhor consigo mesmas. Elas estão começando a perceber que se sentem fração, mas são inteiras. O outro, com o qual se estabelece um elo, também se sente uma fracção. Não é príncipe ou salvador de coisa nenhuma. É apenas um companheiro de viagem. O homem é um animal que vai mudando o mundo, e depois tem de ir se reciclando, para se adaptar ao mundo que fabricou.


Estamos entrando na era da individualidade, o que não tem nada a ver com egoísmo. O egoísta não tem energia própria; ele se alimenta da energia que vem do o! utro, se ja ela financeira ou moral. A nova forma de amor, ou mais amor, tem nova feição e significado. Visa à aproximação de dois inteiros, e não a união de duas metades. E ela só é possível para aqueles que conseguirem trabalhar sua individualidade. Quanto mais o indivíduo for competente para viver sozinho, mais preparado estará para uma boa relação afetiva.


A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Ao contrário, dá dignidade à pessoa. As boas relações afetivas são ótimas, são muito parecidas com o ficar sozinho, ninguém exige nada de ninguém e ambos crescem. Relações de dominação e de concessões exageradas são coisas do século passado. Cada cérebro é único.


Nosso modo de pensar e agir não serve de referência para avaliar ninguém. Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gêmea e, na verdade, o que fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto.


Todas as pessoas deveriam ficar sozinhas de vez em quando, para estabelecer um diálogo interno e descobrir sua força pessoal. Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo, e não a partir do outro. Ao perceber isso, ele se torna menos crítico e mais compreensivo quanto às diferenças, respeitando a maneira de ser de cada um.


O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável. Nesse tipo de ligação, há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado. Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo...  A pior solidão é aquela que se sente quando acompanhado."


                                                                                                                                                Flávio Gikovate, médico psicoterapeuta.

Quinta-feira, 13 de Maio de 2004

...

smilinguido131.jpg


 


Consegui, consegui resolver o problema da tag dos comentários!! Hip, Hip, Urra!!

Eu, hoje...

Pensamento.jpg



Além de terrivelmente preguiçosa, hoje sinto-me fantasticamente entupida!!


Aaaaatchimmmmm! Ops, desculpem!!


[Error: Irreparable invalid markup ('<alÉm>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<P align=center><IMG height=358 alt=Pensamento.jpg src="http://tintaspermanentes.blogs.sapo.pt/arquivo/Pensamento.jpg" width=477 border=0></P><BR>
<P>Além de terrivelmente preguiçosa, hoje sinto-me fantasticamente entupida!!</P>
<P>Aaaaatchimmmmm! Ops, desculpem!!</P>
<P><ALÉM P Desculpem!!< entupida...a..a...atchimmmmmm. terrivelmente estou preguiçosa, de>
<P> </P>
Quarta-feira, 12 de Maio de 2004

...

animais007.gif


Bem, finalmente parece que me entendi com o html!


Está mesmo a ficar como eu queria! Uns toques aqui, outros ali... isto vai lá!!


Em relação à tarde de ontem, a confusão era muita, mas fiz bem em ir, iria arrepender-me para o resto da vida se não o fizesse!


A faringite entretanto deu lugar a uma constipação brutal... já estou a atacar o virus!!


E pronto amanhã volto ao trabalho... tenho tanta vontade que nem vos passa pela cabeça!


Enfim, o que tem de ser, tem de ser com muita força!!


 

Terça-feira, 11 de Maio de 2004

...

doentinha.gif


 


Estou outra vez com uma faringite.


Decididamente, vou leiloar a minha garganta e comprar uma nova, ou então sei lá, submeter-me a cobaia de um tranplante de nariz, ouvidos e garganta!


Ainda por cima hoje, hoje dia do Cortejo cá em Coimbra.


Ir ou não ir, eis a questão!  


Se for arrisco-me a ficar pior, se não for arrisco-me a não me perdoar para o resto da minha vida, por ter dado € 18 pela cartola, bengala e demais acessórios para ficarem arrumados sem terem sido utilizados.


Afinal de contas esta é a minha última Queima...


Acho que vou dar lá um saltinho, tirar umas fotografias para mais tarde recordar e depois logo se vê!


 

Sábado, 8 de Maio de 2004

...

 


Uma parte de mim...


olhos~.JPG

...

Zeca.jpg

A formiga no carreiro

A formiga no carreiro
vinha em sentido contrário
Caiu ao Tejo
ao pé de um septuagenário

Lerpou trepou às tábuas (bis)
que flutuavam nas águas (bis)
e do cimo de uma delas
virou-se para o formigueiro
mudem de rumo (bis)
já lá vem outro carreiro

A formiga no carreiro
vinha em sentido diferente
caiu à rua
no meio de toda a gente

buliu abriu as gâmbeas
para trepar às varandas
e do cimo de uma delas
...

A formiga no carreiro
andava à roda da vida
caiu em cima
de uma espinhela caída

furou furou à brava
numa cova que ali estava
e do cimo de uma delas
...
Quarta-feira, 5 de Maio de 2004

...

chuva-cores.jpg


 


Mas que tempo fantástico está hoje…


Estes dias irritam-me profundamente, primeiro porque são cinzentos e feios, depois porque trazem quase sempre a chuva como acompanhante, o trânsito fica infernal e para não bastar ainda me provocam um estado de melancolia e tédio horroroso!


Ora se já estamos na Primavera, porquê não haver sol,calor, céu azul?


Parece que S. Pedro precisa de um raspanete à maneira para ver se manda tempo bom para cá para baixo!


 Ai S. Pedro, S. Pedro assim não vale!