.Outras Coisas & Loisas

.Arquivo de Coisas

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

Terça-feira, 16 de Agosto de 2005

Para ler ...

Bica Escaldada.jpgNo Domingo enontrei uma feira do livro no Forum Aveiro…


Na feira do livro encontrei um livro da Alice Vieira que me chamou a atenção.


Bica Escaldada é o nome do livro da Alice Vieira que encontrei a feira do Livro no Forum Aveiro!


Desde pequena que me habituei a ler livros desta escritora, entre eles o Rosa Minha Irmã Rosa (1979 – o meu ano de nascimento), Lote 12, 2º Frente (1980), Graças e Desgraças na Corte de El Rei Tadinho (1984), Águas de Verão (1985); Viagem à Roda do meu Nome (1987); Às Dez a Porta Fecha (1988); Úrsula, a Maior (1990); Os Olhos de Ana Marta (1990); Promontório da Lua (1991); Caderno de Agosto (1995); Se Perguntarem por mim, Digam que Voei (1997). Teatro: Leandro, Rei da Helíria (1991).


Uns residem no móvel exposto no meu “Mundo Azul”, um espaço eu e só meu que tenho lá em casa, que a minha avó insiste em denominar por “tulha” – segundo ela é só tralha!! Outros vieram da Biblioteca, emprestados…


Por isso não hesitei quando encontrei este livro, já de 2004, da Alice Vieira, ela que faz parte do meu imaginário infantil e adolescente e comprei-o.


Mal pude esperar para o começar a desfolhar e digo-vos: vale bem a pena!


 


(…)


Lembrei-me do conselho da minha tia Clara, “atende sempre a porta com a carteira pendurada no braço: se for algum chato, dizes olha que pena, vou já sair!; se for algum amigo, largas a carteira e dizes: olha que bom, cheguei agora mesmo!”
                                                                                              (…)

Malu às 18:07
link do post | Digam coisas | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 22 de Agosto de 2005 às 21:15
Li o livro logo que saiu... Devorei-o. Guardei dele bons ensinamentos, dicas de sobrevivência, um conselho, uma chamada de atenção... Tudo vindo de uma pessoa que "conheço" nas cartas que com ela troco há tantos anos. Tudo vindo de uma pessoa cheia de histórias que encanta gerações. Tenho todos os livros... será que terei geração vindoura que os leia?Andreia
(http://www.refugiosdefelicidade.blogspot.com)
(mailto:refugiosdefelicidade@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Agosto de 2005 às 14:24
Hummm não conheço. Hei-de ir espreitar!Cerejinha
(http://cerejasmaduras.blogspot.com)
(mailto:cereja_madura@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 22:41
Eu também adoro a Alice Vieira, comprava os livros dela aos meus filhos, agora leio-os aos alunos... Ainda não comprei esse porque é de crónicas e eu leio sempre as crónicas dela no JN. E acreditas que ainda não fui à feira do Fórum???
Um dia roubo o teu template para os meus golfinhos, ai se roubo!!
E livra-te de desejar que o dia 1 chegue rápido! É que por essas alturas acaba-se a minha boa vida, snif... Não sejas egoista e deixa agosto passar d-e-v-a-g-a-r-i-n-h-o.saltapocinhas
</a>
(mailto:mapsl@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Agosto de 2005 às 16:24
Trazem sempre boas memórias os livros da Alice..fazem-me lembrar os tempos da escola :)Lostonthemoon
(http://www.lostonthemoon.blogspot.com)
(mailto:wavylove@hotmail.com)

digam coisas