.Outras Coisas & Loisas

.Arquivo de Coisas

. Maio 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2004

...

A Insustentável Leveza do Ser


Milan Kundera






ascii_manwalk[1].gif


Um dos livros que mais gostei de ler e que, vezes sem conta, o desfolho e leio na folha onde ao calha páro, é a Insustentável Leveza do Ser. Que o escreve é Milan Kundera, um Checoslováco que em 1975 fixa residência em Paris, adoptando entretanto a nacionalidade francesa. Este livro é um romance, sim um romance, mas diferente de todos os outros. Entre Tereza, Tomás, a lebre, a borboleta, porcos amestrados e muitos mais, deparamo-nos num mundo em que o sonho e o poético depressa se misturam e cedo esquecemos de que é um romance que estamos a ler. Procurem ler este livro, não se vão arrepender!

Malu às 01:19
link do post | Digam coisas | favorito
|